quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Pontos de Exu (diversos)


Exu é de querer, querer 
Na hora grande é que eu quero ver 
Exu é de querer, querer 
Na hora grande é que eu quero ver 
Exu é do romper da aurora 
Seu Tranca Rua toma conta agora, exu 
Exu é do romper da aurora 
Maria Padilha toma conta agora, exu 
Exu é de querer, querer 
Na hora grande é que eu quero ver 
Exu é de querer, querer 
Na hora grande é que eu quero ver 
Exu é do romper da aurora 
As pomba giras tomam conta agora, exu 
Exu é do romper da aurora 
Todos Exus tomam conta agora, exu ! 
 
Unha grande 
Braço forte 
Ele é exu
Ele vem trazendo a sorte 
Unha grande 
Braço forte 
Ele é exu
Ele é irmão da morte 
 
Exu que tem 2 cabeças 
Venha ver sua banda de fé
Exu que vence demanda 
Venha ver sua banda de fé
Uma é...
Satánas do inferno
E a outra é...
De Jesus Nazaré
(Do seu rei Lucifer) 
 
O garfo de exu é firme 
A capa de exu me rodeia 
O garfo de exu é firme 
A capa de exu me rodeia 
Já passei pela madrugada 
Já andei pela encruzilhada 
Já passei pela madrugada 
Já andei pela encruzilhada 
Exu toma conta 
Exu presta conta 
Exu tranque a nossa porteira 
Exu tranque a nossa porteira 
Botei na encruzilhada um despacho pra você 
Uma galinha preta com azeite de dendê 
Botei na encruzilhada um despacho pra você 
Uma galinha preta com azeite de dendê 
Ai Ai ai 
Quero ver quem pode mais 
Ai Ai Ai 
Quero ver quem vai vencer 
Ai ai ai 
Quero ver quem pode mais 
Ai ai ai 
Quero ver ver quem vai vencer 
Quem anda na macumba tem que ter seu protetor 
Mais cedo ou mais tarde vai virar borocochô. 
Ai ai ai 
Quero ver quem pode mais 
Ai ai ai 
Quero ver quem vai vencer 
Botei na encruzilhada um despacho pra você... 
 
Eu fico no portão 
Do meu cemitério 
Presto conta e tomo conta 
Na porteira do inferno 
 
Ri... Quaquaqua>
Oi que linda risada que Exu vai dar>bis 
Oi que linda risada que Exu vai dar
Oi que linda risada de Quaquaqua 
Refrão
Exu da risada é pra zombar 
Exu da risada de quaquaqua 
 
Boa noite, boa noite! 
Exu tá no reino e vai dar boa noite! 
Boa noite, boa noite! 
Exu vem saravá e me dar boa noite 
 
Cambono segura a cantiga
Que está chegando a hora
Saravá toda a encruza
Exu é quem manda agora!
 
Abre a porta do teu mundo
E deixa esse povo entrar!
O exu é um povo amigo
Ele só quer te ajudar!
Eu tô cantando, eu tô louvando
Eu tô pedindo a proteção
A esse povo de exu meu camarada, meu irmão!
O garfo de exu é firme
A capa de exu me rodeia!
Já passei na encruzilhada
Vaguei pela madrugada
Exu não bambeia!
 
Meu senhor do campo santo
Nas horas santas benditas
Quem louva povo de exu
Não passa horas malditas!
 
Exu la ra ra ô
La ra ra ô
É mojubá!
Ele é exu é do kerê kerê!
Ele é exu é do kerê kerá!
 
Boa noite, meu senhor!
Exu no reino chegou!
Vamos louvar nossa quimbanda
Viva exu que é doutor!
 
Exu chegou no reino!
Meu deus quero ver quem é!
Com licença de ogum, com licença de ogum
Chegou meu exu de fé!
 
Exu louvei
Exu louvei a encruzilhada!
Louvei morada de exu
Louvei a rua e a madrugada!
 
Ô lá na beira
Do caminho,
Esse Congá tem segurança
Na porteira tem vigia,
Meia Noite o galo canta (bis)
Balança a figueira (bis)
Balança a figueira
Eu quero ver exu cair (bis)
Aonde moram os exus,
Que eu não vejo eles aqui
Aonde moram os exus
Balança a figueira
Prá eles cair
 
Lá na beira do caminho
Este gongá tem segurança.
Na porteira tem vigia
A meia-noite o galo canta
Estava na encruza curiando
Quando a banda lhe chamou
Exu no terreiro é rei
Na encruza ele é doutor
 
Santo Antônio pequenino
Amançador de burro brabo
Amansai meus inimigos
Com 70.000 diabos
Rodeia, rodeia
Rodeia meu Santo Antônio
Rodeia
Rodeia, rodeia
Rodeia meu Santo Antônio
Rodeia
 
Auê meu santo Antônio
Oi segura esse toco da meia noite
Auê meu santo Antônio
Oi segura esse toco da meia noite
 
Quem diz que o diabo é feio
Bonito ele não é.
Ele tem cara de homem
E cinturinha de mulher.
Roubaram meu carneirinho,
Corataram os seus quatro pés.
Não quero saber de nada
Quero é meu carneiro em pé.
 
Sua capa de veludo
Quando veio deixou lá
Quando dava a meia noite
(nome do exu...) Ia buscar
Ele é mojiba, ô > bis
 
É mojibá
Seu * é mojibá>bis
Seu * na calunga
É mojibá (dar nome de outros exus)
 
Entrei no cemitério as onze horas do dia
Exu se levantava e a catacumba tremia
Din, din, don a catacumba tremia
Exu se levantava e a catacumba tremia
Eu fui no mato, oi ganga cortar cipó, oi ganga
Eu vi um bicho, oi ganga não era bicho, oi ganga
Era um exu, oi ganga de um olho só, oi ganga
 
 
Quem não é de fé >
Não vai curiá comigo> bis
Ê, ê, a tem mironga
Ê, ê, a tem mironga
Exu vai desmanchar
 
Santo antonio pequenino
Amansador de burro bravo
Quem mexer com (nome de um exu)
Ta mexendo com o diabo
Rodea, rodea >
Rodea, meu santo antonio>
Rodea> bis
 
Deu meia-noite>
Cemitério treme>
Catacumba racha>
Defunto geme> bis
Quem nunca viu vem ver>
Caldeirão sem fundo ferver> bis
 
Comigo ninguém pode
E nem há de poder
Minha banda é mais forte
Que a banda de você
Saravá umbanda
Saravá quimbanda
Saravá quem manda
Saravá você
 
Mas não mexa comigo não
Mas não mexa comigo não
Que a porta do cemitério
Será a tampa do seu caixão
 
Calunga, calunga
Calunga aruê
Meu povo é da quimbanda
Agora que eu quero ver
 
Tem morador> De certo tem morador>bis
Na casa que o galo canta Seu exu é morador
Na casa que o galo canta De certo tem morador 
Oh! Salve exu, salve o rei da encruzilhada>
Que sem exu, não se pode fazer nada > bis
Tumba le-lê, tumba la-lá>
Que sem exu não se pode trabalhar>bis
 
Seu caboclo gira girando ora vamos saravá o terreiro de quimbanda
Quem manda, gira calunga no terreiro de quimbanda tem barra funda.
Sou exu lá na encruza
E vim aqui pra trabalhar
Quem demanda com meus filhos
Eu também sei demandar
 
Subida de Exu
 
Exu já curimbou, Exu já curio 
Exu vai embora que Ogum mandou 
Exu já curimbou, Exu já curio 
Exu vai embora que a encruza chamou 
 
Balança lhe pesa É a hora, é a hora 
Dom Miguel lhe chama O Exu já vai embora 
 
Vai embora exu
Não tropeça no caminho
Passa no quintal dos outros
Mas não mexa com vizinho
 
Cambone, camboninho meu,
Meu cambone
Olha que exu vai ao ló
Vai, vai, vai, meu cambone
Ele vai numa gira só
 
Exu bebeu Exu curiou
Exu vai embora
Que a hora chegou
Exu bebeu Exu curiou
Exu vai embora
Que a hora chegou
 
É pemba preta 
É pemba branca 
Pemba encarnada 
(nome do exu) vai embora 
É na encruzilhada (bis) 
Eu agora vou ver meu burro 
Meu burro ficou pro fim 
Eu agora vou ver meu burro 
Meu burro não caiu 
 
Ogum mandou , te coroou
Fogo de palha pra exu
Ir embora
Miz angola
Auê, caminho de angola
Que exu vai embora


Nenhum comentário:

Postar um comentário